A via Sacra de Maximinos apresenta-se na sua XII edição com uma nova dinâmica organizativa. Ao contrário do que aconteceu em anos anteriores as organizações envolventes, Grupo de Jovens Alvorada, Agrupamento 430 de S. Pedro de Maximinos e Artystika assumiram que a Via Sacra deveria a partir deste ano ter uma identidade própria e um novo modelo de organização. O evento que terá lugar no dia 20 de Março terá dessa forma, a coordenação geral do evento à responsabilidade do jovem Maximinense Francisco Mota que sobre a sua alçada lidera uma equipa de 5 Coordenadores: Luís Pedroso, Presidente da União de Freguesias local com o Orçamento; João Camelo com o Teatro: Fernando José Barbosa Rodrigues, Cenários e Projectos; Paulino Alves, Infra-estruturas e Sónia Rodrigues, Guarda Roupa.

Segundo Francisco Mota “Tem sido uma aposta transformar este evento de caracter singular, numa referência da Semana Santa de Braga, a organização tem trabalhado arduamente na sua valorização ao nível de cenários, efeitos de luz e som, figurinos e encenação, sem nunca deixar para trás o conceito original de Via Sacra, onde o papel preponderante se fixa nos momentos de devoção e oração.”

Segundo o Coordenador Geral “Este é o ano da confirmação da Via Sacra. Esta edição, pretende ver consolidados os patamares base de qualidade, para que seja reconhecida na cidade como um evento com potencial para consagrar o turismo religioso em Braga, fazendo parte integrante do roteiro da Semana Santa.” Para isso Francisco Mota acredita que abrir a participação a toda a comunidade não só se apresenta como prioritário para a organização, como o confirmar de um objectivo de aos anos a esta parte. A paixão de cristo deve ser um momento vivido e preparado por todos”

Ao longo dos tempos a organização da via sacra interpretou que “este momento não pode nem deve ser apenas das organizações mas sim de todo o nosso território. A par de outros iniciativas espalhadas por Braga compreendemos que devemos abrir a participação a quem quiser”, afirmou Francisco Mota

De acordo com o coordenador geral “A Via Sacra Maximinos tem como missão fazer chegar até à comunidade um verdadeiro momento de reflexão e celebração da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, através de encenações, cânticos, orações e cenários escolhidos ao pormenor. E tudo isto só é possível com o próprio envolvimento da comunidade.”

Com mais de 250 figurantes as 15 estações da Paixão de Cristo são recriadas com o máximo e rigor e precisão de forma a envolver e a fomentar sentimentos e emoções e dessa forma desafiamos todos os que quiserem a inscrever-se e a tomarem parte na organização e encenação da XII edição da Paixão de Cristo ao vivo”. Para isso basta acederem aqui ou na junta de freguesia de Maximinos, Sé e Cividade e inscreverem-se até ao dia 12 de Fevereiro.