Estão abertas as inscrições para a participação naquela que é a maior Via Sacra da Península Ibérica – a Via Sacra de Maximinos. Esta será a 14ª edição do certame organizado por jovens da freguesia de Maximinos.

A organização, liderada por Francisco Mota, desafia todos os bracarenses a fazer parte deste momento, que dá o pontapé de saída para a semana santa. As inscrições poderá ser feitas até 26 de fevereiro através do site viasacramaximinos.pt ou na junta de freguesia da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, podendo os inscritos definir se pretendem fazer parte do projeto como staff ou figurante.

Para Francisco Mota, coordenador Geral do evento, “este será um ano de grandes desafios, pois teremos que reatar a organização deste grande evento litúrgico e catequético, mas sobretudo como um dos ensejos altos da Semana Santa de Braga, sendo reconhecido como um momento de partilha Cultural e inter-religioso.”

Para 2019, fica a promessa do coordenador geral “É desta forma que queremos continuar a trabalhar com a comunidade, para uma comunidade cada vez maior”.

“É com dedicação e orgulho que nos dedicamos a este projeto com o objetivo de recriar um momento de reflexão e celebração da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. As encenações, as leituras, os cânticos e toda a logística inerente, são escolhidos com especial cuidado, de forma a propiciar uma introspeção e vivência do caminho que Cristo percorreu até ao Calvário, acompanhando-o no seu sofrimento e no seu amor. Mas só com o envolvimento de toda a comunidade será possível darmos corpo aquele que já é, sem sobra de dúvidas, o momento alto da cultura da nossa união de freguesias”, afirmou Francisco Mota.

“Mas sentimos que necessitamos de um maior envolvimento e comprometimento da comunidade e dos nossos concidadãos” atirou Francisco Mota.

Recorde-se que na última edição, a Via Sacra de Maximinos mobilizou cerca de 250 figurantes, mais de 90 voluntários, tendo contado com 10 cenários e 15 estações, o que, segundo Francisco Mota “traduz bem a dinâmica e a responsabilidade de quem abraça este projeto de forma completamente desprendida”.

Mais informações disponíveis em: www.viasacramaximinos.pt.